sexta-feira, 4 de novembro de 2011

TECNOLOGIA, OS NOVOS MANJARES DO REI



Hoje nós temos várias opções de enterterimento, e estamos sujeitos a várias tentações. Devido a essas possibilidades, como; internet com redes sociais, celulares de última geração, video games super avançados, todo tipo de motivos para desviar a atenção do jovens do caminho de Deus, ao tempo em que a igreja luta com armas pouco atrativas e com meios as vezes considerados antiquados para atrair os jovens para o meio Cristão, o deus deste século, usa e abusa da tecnologia para atrair esses jovens para fora da igreja. Não podemos fechar os olhos e achar que o progresso e a evolução científica, são os culpados por essa disputa cruel e desigual, mas sim o domínio do diabo sob as coisas deste mundo, ele é que é o verdadeiro culpado; os atrativos do mundo, a séculos vem tentando roubar a santidade dos filhos de Deus para conquistar almas para o inferno. Os santos do Senhor, são o maior alvo para o inimigo de Deus, pois são a coroa da criação Divina, o motivo de invéja do diabo, e assim, sabendo da natureza enfraquecida do ser humano pela fragilidade do pecado que habita em nós, o investimento do malígno nos prazeres da carne para tentar corromper os jovens em suas fraquesas, é forte, pois ele usa a própria mente humana, para criar mais e mais coisas, belas e desejáveis, agradáveis aos olhos e com o intuito de monopolizar nossos pensamentos, em uma só direção; o prazer. No ano de 605 aC, o império babilonico, comandado por Nabucodonosor, levou cativo para servirem de escravos, alguns jovens de Jerusalém, que serviriam na área burocrática, entre eles estava Daniel, talvez o mais sábio dos que foram exilados. Diante dele e seus conterraneos, foram colocadas iguarias as quais contaminariam as crenças e os princípios da vida de Daniel, tal foi o seu comprometimento e lealdade as leis de Deus, que esse Daniel é exemplo até hoje de santidade. O não se corromper aos manjares do rei da Babilonia, fez com que sua vida fosse frequentemente salva por Deus, assim como a de seus amigos que o tinham como exemplo. Não estou tentando argumentar que utilizar-se dos avanços tecnológicos seja uma contaminação e um pecado, mas a minha argumentação é de termos o controle das ferramentas postas a nosso dispor, e não sermos controlados por elas, a nossa fraqueza se expõe, quando nos fanatizamos em algo, seja qual for ele, quando nos tornamos escravos de algo, e somos dominados por ele, podemos sim usar a internet, podemos assistir televisão, podemos nos divertir com um game; mas veja bem o que eu digo, nós podemos fazer uso desses equipamentos, mas não deixar que eles nos controle. I Co 10-23 diz "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." Aquilo que posso controlar, as quais, não me escraviza, essas coisas, sabendo usar, que não me tirem do caminho de Deus, a isso posso dizer, que me são lícitas, de outra forma se sou escravo das coisas do mundo, do mundo sou, e como o mundo jaz no malígno, aí, a ele pertenço, e não a Deus.
Meu conselho, se algo te domina, ore, jejue e santifique-se, pois nossa vida pertence a Deus e só a Ele devemos prestar louvor, e não as coisas deste mundo. A igreja tem sim atrativos para os jovens, basta colocarmos o nosso comprometimeto nas coisas que os levem a ver a beleza que é estar entre os que confia no Senhor Jesus.
Deus os abençoe.
Irmão Ermes

2 comentários:

  1. Dou graças a Cristo Jesus, nosso Senhor, que me deu forças e me considerou fiel, designando-me para o ministério.- 1 Timóteo 1:12

    Ministramos pela graça. Somos salvos e feitos santos pela graçade Deus dada a nós através de Jesus. Somos declarados santos e sem mácula perante Deus por causa da graça de Jesus. Recebemos um presente para usar no ministério em prol da Igreja por causa da graça de Jesus. Recebemos a força do Espírito Santo para perseverar durante tempos difíceis por causa da graça de Deus através de Jesus. Então, o ministério no qual nos achamos capazes de realizar, as oportunidades que temos de servir e fazer uma diferença nas vidas de pessoas, e o poder que temos ao realizar nosso ministério são dados para nós. Não temos nenhuma razão para nos vangloriar. O poder do Senhor é aperfeiçoado em fraqueza quando nos oferecemos a Ele para sermos usados para a glória dele.

    Deus lhe abençoe!!!

    Diacono Sergio Christino

    ResponderExcluir
  2. Deus lhe abençoe,Diacono Sergio Christino, que o Senhor possa te usar cada dia mais, para Sua honra e glória, que venhamos a frutificar, pois nosso trabalho no Senhor não é vão.

    ResponderExcluir